0
Blog
ÚLTIMOS ARTIGOS
Aumento da Conta de Luz
25
ago

Aumento da Conta de Luz – O que fazer?

Atualmente temos percebido um aumento da conta de luz e isso não é nada bom. Isso acontece por causa dos […]

mulher nadando representando como aquecer uma piscina
18
fev

Como aquecer uma piscina com aquecedor a gás: confira as dicas!

Nada melhor do que uma piscina quentinha para relaxar! Por isso, aquecê-la pode ser uma ideia muito boa para as […]

Tipos de gás: entenda sobre o GLP e o GN e qual utilizar

Publicado em 14 de outubro de 2020

botijão sendo reabastecido representando os Tipos de gás

Muitas pessoas ficam com dúvida na hora de comprar um equipamento a gás, como fogões, aquecedores, secadoras e outros. Isso porque, além de levar em consideração a dimensão, potência, modelos e detalhes técnicos, é essencial saber também sobre os tipos de gás que cada equipamento suporta. Para esclarecer as dúvidas, confira o artigo que preparamos em que explicamos a diferença entre os dois principais tipos de gás. Continue lendo!

Tipos de gás: quais os principais para minha casa?

Existem basicamente dois tipos de gás que abastecem a maioria das residências: o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) e o Gás Natural (GN).

É essencial conhecer esses dois antes de pensar em como escolher seu aquecedor a gás. Por isso, confira as diferenças entre ambos e saiba qual o ideal para sua residência!

GLP: Gás Liquefeito de Petróleo

Muito comum na maioria das casas brasileiras, o GLP é basicamente o gás de botijão. Se trata basicamente de uma mistura gasosa proveniente do refinamento de petróleo cru que, quando submetido a altas pressões, se torna líquido. Dessa forma, pode ser transportado dentro de cilindros e botijões de forma fácil. 

É necessário alguns cuidados e detalhes para o uso do GLP, tais como:

  • Por não possuir nenhum odor, ele recebe um cheiro para facilitar a identificação de qualquer tipo de vazamento
  • Em alguns prédios, o armazenamento de botijões de gás é ilegal, podendo colocar os moradores em risco;
  • É essencial dimensionar bem a demanda de consumo, quantos cilindros serão necessário e também a tubulação de gás.

GN: Gás Natural

Já o Gás Natural é encanado e fornecido por empresas distribuidoras, que variam para cada estado. Se trata de um combustível fóssil extraído da natureza, composto principalmente de metano, butano e propano.

Sua instalação é um pouco mais complexa, no entanto seu uso é muito mais prático tendo em vista que não precisará trocar ou reabastecer o botijão ou cilindro depois de um tempo de uso.

Além disso, o GN tem a vantagem de ser cobrado diretamente na conta, como a energia elétrica. Assim, você paga apenas pelo consumo.

Qual tipo de gás ideal

Se você mora em apartamento, o ideal é conversar com o síndico do condomínio para identificar qual tipo de gás pode ser utilizado. 

O ideal é que seja o Gás Natural, porém se o prédio ainda não possui essa estrutura, é importante se unir ao restante dos condôminos para avaliarem a instalação no prédio. Além de ser uma opção mais segura, o GN também poupa seu espaço e prepara os alimentos mais rápido. 

Se você não conseguir essa informação dessa forma, é possível também entrar em contato diretamente com a fornecedora de gás da sua cidade e conferir se ela abastece o seu imóvel.


E aí, o que achou do nosso artigo sobre os tipos de gás? Já escolheu o ideal para a sua casa? Se gostou, compartilhe com seus amigos e não se esqueça de continuar acompanhando nossos conteúdos para conferir muitas outras ideias!